Noticias

Setor de tecnologia se organiza para atrair novos investimentos

By 12 de novembro de 2018 No Comments
Setor de tecnologia se organiza para atrair novos investimentos aproximadamente 170 empresas garantem três mil empregos diretos no Serratec.

Consolidado na cidade, o setor de tecnologia ganha novos investimentos para o próximo ano. Com o objetivo de obter desenvolvimento nas articulações das ações estruturadas pelo Parque Tecnológico, o Serratec está formalizando – juntamente a 30 empresários – uma modalidade de associação, que estará servindo como ponte de crescimento e novos negócios voltados à tecnologia no município.

Com 90% da concentração em Petrópolis, o Serratec também possui empresas instaladas em Teresópolis e Nova Friburgo. Ao todo, 170 empreendimentos garantem três mil empregos diretos, com faturamento anual acima de R$550 milhões. De acordo com Marcelo Carius, presidente do núcleo empresarial, a criação da associação vai gerar novos acordos.

– Vamos formalizar parcerias com grandes empresas e trazê-las para o polo, gerando empregos e intermediação com representantes do ramo tecnológico, de forma representativa. Estamos em processo de negociação, onde já firmamos acordos com grandes empresas, orquestrando parcerias em projetos. Dessa forma, vamos criar ações que tragam desenvolvimento econômico, dando suporte para que os novos investidores não se frustrem – disse.

Presente em todos os setores da economia, a tecnologia ganha cada vez mais destaque na cidade, chegando a ser a segunda maior formadora de mão de obra do estado do Rio de Janeiro, atrás apenas da capital, de acordo com o diretor do Serratec.

– Se a região investe em plataforma tecnológica, ela ganha economicamente, independente se o determinado grupo dessa área vai aderir ou não à compra do que foi produzido. As grandes empresas do mundo investem em tecnologia, considerada a melhor área para que se atinjam grandes resultados. Além disso, o salário é acima do previsto e os profissionais são contratados, em sua maioria, antes de sua formação.

O Parque Tecnológico, localizado no Quitandinha, promove a interação entre universidades, órgãos governamentais e empresas de base tecnológica. Para 2019, o grupo está desenvolvendo parceria com o Sinditec, que é o representante legítimo das indústrias eletrônicas, de informática, telecomunicações, componentes e similares no estado do Rio de Janeiro. Filiado à Federação das Indústrias do Estado – Sistema Firjan -, o Sinditec trabalha na elaboração e execução de ações para a indústria, incluindo estudos, relatórios e eventos.

Troca de experiências

Com o objetivo de estimular empresários e executivos, através do conhecimento e troca de experiências, o grupo realiza reunião todas as primeiras quartas-feiras do mês, no polo Quitandinha. No local, são discutidos temas que visam levar crescimento de estrutura e ferramentas para o desenvolvimento de empresas.

Alguns empresários envolvidos fazem parte da mesa diretora da associação, que não possui fins lucrativos. Estruturada por um Conselho, a mesa diretora é composta por Marcelo Carius, presidente da associação, Alexandre Macedo (vice presidente), além de diretor financeiro, diretor administrativo e assessor estratégico.

Setor em alta no município

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o setor de tecnologia cresce 10% ao ano e já emprega pouco mais de dois mil funcionários em Petrópolis. Ao todo, são 480 empresas no setor, incluindo lojas de venda de produtos de informática, sendo cerca de 100 delas ligadas diretamente a serviços de tecnologia.

Leave a Reply