Noticias

Serratec completa um ano de atuação em setor que reúne 170 empresas e movimenta R$ 550 milhões por ano na Região Serrana

By 15 de junho de 2020 No Comments

O Serratec – Parque Tecnológico da Região Serrana completa nesta sexta-feira (12) um ano de fundação. Criado em 12 de junho de 2019, como instituição sem fins lucrativos, desempenha o papel de fomento do arranjo produtivo do setor de Tecnologia da Informação (TI) da Região Serrana do Rio de Janeiro, tendo como pilares as cidades de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Embora novato como instituição, o Serratec é o amadurecimento de esforços pregressos, que tiveram início com o movimento Petrópolis-Tecnópolis, há 20 anos, em confluência com a instalação do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), em Petrópolis, revelando a vocação e destaque da região para o segmento de tecnologia e da computação científica.

Reunindo universidades, centros de pesquisa, órgãos governamentais, agências de fomento e empresas de TI, o Serratec dá contorno ao maior parque tecnológico do interior do Estado, com localização estratégica e o único do Brasil com atuação regional e não restrito a uma área geográfica limitada. Atualmente, o setor conta com 170 empresas, que empregam cerca de três mil funcionários e uma movimentação de aproximadamente R$ 550 milhões/ano nas três cidades principais. Entre elas estão a Orange, empresa mundial do setor de telecomunicações, a Alterdata, uma das 200 maiores empresas de tecnologia do país (Info Exame), além de diversas outras que nasceram ou foram atraídas para a região e desenvolvem projetos estratégicos em todo o Brasil e no exterior.

Liderado pelo setor empresarial, o Serratec tem na Residência de Software um dos seus pilares de atuação. Trata-se de um programa gratuito de imersão tecnológica, operado em parceria com a Firjan/Senai e voltado à qualificação profissional e à empregabilidade, dirigido principalmente a jovens recém-saídos do ensino médio da rede pública de educação. Na outra ponta, o Programa contribui para reduzir o déficit de profissionais qualificados para atuar no setor, problema que atinge todo o Brasil – não sendo, portanto, diferente para as empresas de base tecnológica da Região.

O setor de TI tem sido um dos menos afetados pela pandemia do coronavírus. A área, que já vinha crescendo em função da transformação digital nos diversos setores produtivos, tem se mantido aquecida e até vivenciado uma nova onda, impulsionada pela necessidade de adaptações e de novas operações digitais, requeridas pelo isolamento social.

O aniversário de um ano do Serratec será celebrado em 30 de junho, com a aula inaugural da segunda turma da Residência de Software que, em tempos de Covid-19, acontecerá online, reunindo 148 novos alunos em Petrópolis e Teresópolis. A previsão é que em cinco meses eles estejam prontos para ingressar no mercado de trabalho da Região, como trainees em desenvolvimento de software.

Leave a Reply