Noticias

Redes sociais são ferramenta na busca por emprego

By 21 de agosto de 2018 No Comments

Empresas identificam perfil do candidato através da internet e investem no bem-estar dos colaboradores

A busca por uma vaga no mercado de trabalho mudou completamente com o crescimento da internet. Quem procura emprego em grandes empresas não precisa mais ir à sede e apresentar o currículo: pode se candidatar à vaga de forma online, através de redes sociais. Em Petrópolis, no entanto, este é um potencial que ainda não é bem explorado: muitas pessoas não sabem que as oportunidades existem.

A avaliação é feita pelo gerente de Recursos Humanos da Orange Business Services, George Paiva. A empresa, uma das líderes mundiais do setor de telecomunicações, tem uma unidade localizada no Parque Tecnológico da Região Serrana (Serratec). George identificou que, na cidade, ainda não há o costume do uso das redes sociais na busca de oportunidades de emprego.

– Hoje, na a forma de contratação é feita através de convênios com as universidades e escolas técnicas da região. Um ponto que é muito forte, em geral, é a questão do primeiro emprego. A maioria das empresas do polo tecnológico hoje têm programas de qualificação. Esse é o modelo que existe hoje. O LinkedIn, hoje, também é uma ferramenta de seleção, mas hoje essa ferramenta ainda não consegue sustentar as empresas com mão-de-obra – disse.

George Paiva explicou que, no setor de tecnologia, as oportunidades existem, mas as pessoas não aproveitam os canais para buscarem as vagas.

– Os jovens usam muito as redes sociais, mas ainda não entenderam o potencial para aproveitar estas ferramentas para construir as suas carreiras. Qual a oportunidades que elas trazem para o jovem que busca a oportunidade? A do conhecimento. Hoje, várias universidades oferecem cursos nas áreas corpotamentais e técnicas de forma gratuita – disse.

Estímulo

A Orange Business Services – que passou por recente expansão e hoje emprega mais de 300 profissionais – também busca ações para mostrar as oportunidades que o setor oferece na cidade. A cada trimestre, o “Orange Day” vai às universidades e escolas técnicas para apresentar a empresa.

– Mostramos onde estamos baseados, que tipo de profissional buscamos, entre outras coisas. O principal é inspirar os profissionais para que eles se preparem para uma oportunidade que possa surgir – destacou George Paiva.

Outras iniciativas buscam incentivar os profissionais que estão contratados. A empresa tem um programa de qualidade de vida, que, de acordo com o gerente de Recursos Humanos, ajuda a fazer com que o trabalho dos colaboradores flua da melhor forma.

– O programa de qualidade de vida se reflete diretamente no resultado da empresa quando você faz a entrega do serviço. Quando tem equipe saudável, que está alinhada com essas questões de saúde, tem oportunidade de ir à academia, fazer atividades físicas em conjunto com a equipe, o shiatsu, intervalo de 15 minutos, ginástica laboral, tudo isso se reflete no ambiente de trabalho, mais saudável, onde as pessoas têm bom humor e ânimo de trabalhar. Isso se reflete diretamente no suporte ao cliente – garante, lembrando que esta é uma política global da empresa.

A empresa também tem certificados pelas políticas de igualdade de gênero. Uma das iniciativas neste sentido foi a criação do grupo Empreendedorismo Feminino Imperial, que nasceu com 10 colaboradoras em dezembro de 2017.

– A iniciativa tem como principal objetivo apoiar as mulheres, dar oportunidades, qualificação, informação, e o grupo vem crescendo. Hoje, soma mais de 100 participando do grupo, sendo 65 como empreendedoras. No grupo, profissionais com conhecimento fazem palestras na área de comunicação e empreendedorismo. Convidamos pessoas para preparar as profissionais – afirmou.

 

fonte: Diário de Petrópolis

Leave a Reply