Noticias

Petrópolis vai abrigar primeiro supercomputador do país

By 28 de agosto de 2014 No Comments


 

Uma negociação entre o governo francês e o Ministério da Ciência e Tecnologia prevê a instalação do primeiro Supercomputador do país em Petrópolis. A notícia foi divulgada pelo subsecretário de Ciência e Tecnologia do Estado, Augusto Raupp. A iniciativa deve impulsionar ainda mais o setor de tecnologia da informação e atrair empresas de diversos segmentos para a cidade. O contrato para a instalação dele no Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) deve ser assinado ainda este ano e a previsão é que comece a funcionar em 2015. Atualmente, Petrópolis conta com mais de 250 empresas no ramo da tecnologia da informação.
 
O subsecretário afirmou que este processo de instalação do Supercomputador já vem sendo discutido há dois anos, mas com a dificuldade de orçamento ficou adormecido e agora ressurgiu. Já a escolha por Petrópolis, como local de instalação, Augusto explicou que foi por causa da forte parceria com o LNCC, que é coordenador do Sistema Nacional de Processamento de Alto Desempenho (Sinapad). Para Raupp, a iniciativa é muito importante. “ Vamos precisar de empresas que auxiliem e tenham conhecimento para estarem envolvidas neste projeto”, disse.
Ele afirmou ainda que o Supercomputador tem uma alta capacidade de processamento e armazenamento de dados. “Ele representa a infraestrutura necessária para o Brasil se desenvolver nesta área”.
 
O secretário de Ciência e Tecnologia do município Airton Coelho afirmou que a cidade está passando por um processo de transformação e que conseguiu avançar muito em um ano e meio com relação a tecnologia. Ele disse que o Supercomputador será a máquina mais potente existente no Brasil e que vai permitir trabalhar com simulações e criptografias. “Estamos na expectativa de que o contrato seja assinado ainda este ano e que o Supercomputador já comece a funcionar em 2015. Esta implantação vai atrair empresas do ramo para a cidade, além das que tem necessidade em utilizar um computador de alto desempenho”, destacou.
Outra conquista comemorada pelo secretário é a instalação da Net que deve entrar em funcionamento até o fim deste ano e, segundo ele, a previsão é que atenda a 66 mil pontos na cidade, o que representa 60% da população.
 
Airton também ressaltou a Rede Metropolitana de Alta Velocidade que será inaugurada no próximo dia 10 de setembro e irá beneficiar a cidade. “A rede já está em operação e representa uma grande conquista. Junto com o Supercomputador, vão ajudar a fortalecer ainda mais a ideia de Polo Tecnológico aberto”, disse. Airton explicou que a rede vai interligar as principais instituições de ensino e pesquisa da cidade e é uma possibilidade para expandir o Parque Tecnológico. “São vários pares de fibra óptica, metade pertencente a prefeitura e a outra ao Governo do Estado. Eles saem do Quitandinha e vão até o centro formando um anel óptico, com capacidade de 1 Gbit por segundo”, disse.
 
O secretário lembrou ainda que a vinda da Universidade Federal Fluminense para a cidade em 2015, vai ser fundamental para a formação de mão de obra capacitada. “A UFF vai se instalar aqui graças a uma permuta de prédios que fizemos com o Governo do Estado. Até dezembro desse ano vamos entregar o Ciep Quitandinha reformado para que a universidade comece a atuar em 2015. Com isso, vamos conseguir reter nossos melhores talentos, que hoje não ficam aqui na cidade. Com a instalação da UFF, o município passa a oferecer um ensino público para formação do setor de tecnologia da informação que vai desde o nível técnico até o doutorado”, comentou ele, acrescentando que poucas cidades do interior possuem esse tipo de estrutura.
Já Augusto Raupp também citou as startups, que já estão começando a acontecer no Rio de Janeiro e a intenção de replicá-las em outras regiões, podendo, segundo ele, se estabelecerem em Petrópolis, posteriormente.

Leave a Reply