Noticias

Petrópolis é referência em Tecnologia da Informação e Comunicação no RJ

By 21 de dezembro de 2015 No Comments

Petrópolis é a terceira cidade do estado do Rio que mais concentra empresas na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). O município fica atrás somente da capital do estado e da cidade de Niterói. A informação faz parte do Mapeamento do Setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do estado do Rio de Janeiro, um levantamento realizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que analisou os dados com base na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho e Renda (MTE). De acordo com Rafael de Jesus Gonçalves, especialista em relacionamento setorial do programa Indústria Criativa da Firjan, os dados mostram boas oportunidades para o desenvolvimento do setor em Petrópolis.
 
O estudo, que tem como objetivo quantificar o potencial da atividade para servir de base na formulação de políticas públicas de desenvolvimento do TIC, retrata alguns polos de tecnologia no Brasil, inclusive o de Petrópolis. Segundo dados do RAIS, esse polo responde por 92 empresas que empregam 814 trabalhadores. O especialista destacou que no município também estão presentes grandes empresas como a Microsoft e a Orange. Adicionalmente, na cidade se localiza o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), que abriga o maior supercomputador da América Latina, capaz de potencializar ainda mais os negócios em TIC. O mapeamento identificou que grande parte dos trabalhadores da cidade está alocada em Serviços de TI seguida de Telecomunicações e que se destacam as atividades de Reparação e manutenção de computadores e de equipamentos periféricos e Operadoras de televisão por assinatura por cabo. O levantamento inédito traza inda detalhes sobre a concentração de estabelecimentos e empregos nos diversos municípios fluminenses nos quatro segmentos que compõem o setor: Software, Serviços de TI, Hardware e Telecomunicações. O mapeamento verificou também que todos os polos possuem características semelhantes entre si, com grande parte do mercado de trabalho verificada em Serviços de TI, seguida de Telecomunicações. Para Rafael, o crescimento do setor é importante, principalmente quando se fala em produtividade, o que gera melhorias na área competitiva. “Em um momento de crise e dificuldades, encontrar essa realidade é algo positivo. O estudo serve para que sejam estudadas propostas estratégicas para o setor em todo o estado”, declarou, acrescentando que é preciso trabalhar em cima da vertente para que essa área seja mais uma agente importante que incrementa a competitividade. Em todo o estado o número de empresas da indústria de TI cresceu 36,3% entre os anos de 2009 e 2013, abaixo do crescimento registrado no país, d 44,3%no mesmo período. Com relação ao número de trabalhadores, o mercado de trabalho fluminense cresceu 35,8%¨ contra 39,9% em nível nacional Por fim, o estudo destaca que necessário melhorar a infraestrutura de banda larga do Rio assim como conectar as demandas das grandes players com indústria de TIC para fomenta novos negócios.

Leave a Reply