Noticias

Palestra sobre plantas medicinais

By 20 de janeiro de 2014 No Comments

Vinte produtores rurais do município participaram da primeira etapa do curso de capacitação em plantas medicinais de 2014. Com o tema “Associativismo e Cooperativismo”, a palestra aconteceu no Palácio de Itaboraí.

O curso está sendo promovido pela FioCruz, em parceria com a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Produção.

O curso faz parte do programa de Arranjo Produtivo Local – APL de Plantas Medicinais. Diversificar a produção e, consequentemente, garantir uma renda extra para os produtores rurais do município, são alguns dos objetivos do curso, que pode também favorecer a criação de uma nova atividade econômica.

Nesse primeiro módulo, de acordo com o secretário de Agricultura, Leonardo Faver, a intenção era despertar entre os produtores a consciência sobre a importância do aspecto coletivo, ou seja, a união entre eles. “A ideia era mostrar que, num possível crescimento da demanda, para atender grandes pedidos, eles precisam estar juntos para atender o mercado”, explica.

O Sebrae participou da programação do curso, destacando a importância fundamental que a força de um grupo pode alcançar, conquistando maior eficiência, segurança e identidade. “A cooperação dentro dos grupos colabora na busca de resultados comuns, seja ela na busca de mercado, na solução de problemas de produção em escala ou mesmo na otimização do uso dos recursos humanos e dos equipamentos”, diz o secretário Faver.

O encontro contou com a participação de produtores rurais do Brejal, de Itaipava, do Jacó, do Bonfim, de Secretário, do Caxambu e do Vale das Videiras. “Fiquei bastante animado com o curso, principalmente por conta da possibilidade de renda extra”, disse Joaquim Sérgio Lage, presidente da Associação do Caxambu. Nos próximos módulos os produtores aprenderão a caracterização exata de cada planta, possibilitando, dessa forma, que façam a diferenciação entre as ervas falsas e verdadeiras.

O Arranjo Produtivo Local de Plantas Medicinais conta também com diversos parceiros como a Secretaria de Saúde, o Sebrae, as associações de produtores rurais de Petrópolis, a Emater e o Sindicato Rural, dentre outros. “Isso demonstra a força e a importância da integração institucional para o desenvolvimento da cidade”.

As mudas para o início do cultivo das plantas medicinais pelos produtores serão produzidas pela FioCruz, em parceria com a Secretaria de Agricultura, no Horto do Bonfim. “Dessa forma, vamos garantir a alta qualidade das ervas”, frisa, lembrando que os produtores devem ficar atentos para os próximos módulos que ocorrerão ainda este mês.

Leave a Reply