Noticias

Opinião: Para a frente e para o alto

By 26 de fevereiro de 2013 No Comments

RUBENS BOMTEMPO
Prefeito de Petrópolis


O potencial de crescimento de Petrópolis foi sempre um indutor da nossa gestão à frente da Prefeitura. Assim como agora, em 2001, quando assumi o primeiro mandato de prefeito e, em 2005, ao ser reeleito, era necessário ousar, romper atrasos, colocar a nossa cidade no caminho do desenvolvimento, aliando vontade política e trabalho para fazer as grandes transformações que Petrópolis precisava para enfrentar os desafios econômico-sociais do novo século. E esse mesmo potencial de crescimento, tão instigaste, não só no contexto local, mas também regional e nacional, esteve sempre presente direcionando nossas propostas e ações de governo.


Era necessário, para atingirmos nossos objetivos de crescimento, considerar a realidade dos municípios que nos cercam, e também dos nossos parceiros nas esferas estadual e nacional. Para quem trabalha, nenhum sonho é inatingível. Foi assim que nos tomamos exemplo nacional na área do empreendedorismo, na gestão transparente e cidadã, na modernização da máquina pública, e nos avanços contabilizados pela lei de incentivos fiscais, além da chegada do gás natural, da nova rodoviária, do Cefet, e do inquestionável salto de qualidade social e de construção de políticas humanizadas em todas as esferas de governo. São todos passos importantes que consolidaram o caminho que estamos retomando agora.


Nesse momento em que é necessário transformar Petrópolis numa verdadeira tecnópolis, cidade inteligente literalmente conectada com o futuro e com as perspectivas de crescimento do estado do Rio de Janeiro e do Brasil, estamos colocando em prática os sonhos do Movimento Petrópol is-Tecnópol is, do qual sou entusiasta e amigo fraterno, e arregaçando as mangas para trabalharmos juntos com o Laboratório Nacional de Computação Científica a fim de implantar em nossa cidade o Parque Tecnológico da Região Serrana. Temos, nessa empreitada, a honra de contar com um ilustre admirador e amigo de nossa cidade, o ministro de Ciência e Tecnologia, Mamo Antonio Raupp, mentor da proposta.


Para ancorar o projeto maior de criação do Parque Tecnológico da Região Serrana, no entanto, seria imprescindível que Petrópolis conquistasse a instalação de uma instituição de ensino de nível superior voltada para o campo da pesquisa. E, felizmente, menos de dois meses após termos assumido o cargo de Prefeito, essa boa notícia pode ser dada a todos que acreditaram e estão engajados na proposta de avanço e crescimento da nossa cidade. Graças à sensibilidade do secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, não só estamos pavimentando a chegada de uma universidade pública para Petrópolis – com a adequação do prédio do Ciep de Quitandinha – para ensino na área de Matemática, Computação e Robótica, como também a implantação de um CVT e a transferência do polo do Cederj para a antiga sede da Faculdade de Medicina, em Cascatinha.


Com isso, ganham todos e o impacto desses benefícios será ainda maior. O número de cursos superiores à distância ministrados pelo polo do Cederj – e fomos pioneiros a abrigá-lo – será ampliado e Cascatinha ganhará um Centro Vocacional Tecnológico (CVT) voltado principalmente para as áreas de turismo e esportes.


Essas grandes conquistas estão na pauta de Petrópolis e do governador Sergio Cabral, que aceitou o desafio e nos colocou ao lado do secretário Tutuca – a quem dirijo o especial agradecimento em nome da cidade para construirmos essa nova realidade para o Município.


Sigamos em frente, sempre para o mais alto, como almejaram os fundadores da nossa amada cidade.


Fonte: Tribuna de Petrópolis

Leave a Reply