Noticias

Movimento Petrópolis-Tecnópolis se reúne com prefeito de Petrópolis

By 8 de fevereiro de 2013 No Comments

Na última terça-feira (5), o prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, recebeu das mãos do conselho do Movimento Petrópolis-Tecnópolis (MPT) a minuta das considerações e justificativas para a criação da Secretaria de Ciência e Tecnologia e o Plano de Negócios do Parque Tecnológico Região Serrana (PN/PTRS). A reunião, que contou também com a presença de outras instituições ligadas ao Movimento, aconteceu no gabinete do prefeito.

 

Um dos objetivos em criar um órgão específico para o setor é o fato de que várias cidades brasileiras obtiveram sucesso expressivo nas áreas de ciência e tecnologia após contar com o apoio da Prefeitura Municipal, que estimulou a incubação de empresas de alta tecnologia, a estruturação de parques tecnológicos e a educação científica.

 

Para o governo municipal, os resultados diretos destes investimentos envolvem a melhoria da qualidade de vida da população, o aumento significativo da oferta de emprego e a integração da cidade e região no cenário de desenvolvimento tecnológico nacional e internacional.

 

Depois de oficializar a entrega dos documentos, Bomtempo salientou que encaminhará a proposta à Procuradoria-Geral, com o intuito de que seja elaborado o projeto de lei a ser direcionado a Câmara dos Vereadores. Em contrapartida, o prefeito solicitou ao Grupo de Trabalho (GT) que desenvolvesse uma agenda de trabalho para a visita do secretário Estadual de Ciência e Tecnologia, Gustavo Reis Ferreira.

 

Logo após o encontro, o presidente do CG/MPT, Pedro Leite, entregou pessoalmente uma cópia do PN/PTRS ao ministro Marco Antônio Raupp, em Brasília. Já uma outra cópia do PN/PTRS será entregue ao secretário estadual de C&T, durante sua visita à Petrópolis, que deverá ocorrer logo após o Carnaval.

 

Estiveram presentes na reunião os seguintes representantes de instituições: Jonny Klemperer (Coordenador do MPT), Sérgio Ramos (Sebrae), Airton Coelho (MIC), Antônio Carlos (T2M), Alexandre Macedo e Maurício Cruz (Info4), Ivanir da Costa (C2ES), Rodrigo Ribeiro (Excellion), Marcelo Carius (Provider), Paulo Cerqueira (Ucp), Ricardo Tammela (Fase/Fmp), Pedro Leite e Leon Sinay (Lncc), Paulo Bittencourt (Cefet), Paulo Roberto (Senai), Márcio Campos (CPTI), Lucimar Cunha (Faeterj/IST), Ary Pinheiro e Maria de Fátima (Firjan), Gastão Reis (Funpat), Paulo Chacon (INT), Luiz Bergamini (SEDEIS), Alexandre Grojsgold (FACC), Abner Feital (PC-Vida), Eduardo Ascoli e Luis Cláudio (STA/SPU), Leonardo Faver (PMP), Luiz Carlos Queiroz (Provider) e André Ciciliano (Central 24 Horas).

 

O PN/PTRS

 

O MTP idealizou o Parque com a missão de contribuir para a geração de riqueza e o desenvolvimento regional sustentável, atraindo, fixando e apoiando a qualificação de instituições e empresas de base tecnológica. A implantação do projeto será realizada entre 2013 e 2017. Ao todo, serão investidos cerca de R$ 21 milhões.

 

O parque, que possuirá cerca de 30 mil m², será dividido em dois blocos. No terreno 1, localizado em frente ao Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), no bairro Quitandinha, com 12 mil m², está prevista a construção de uma Universidade Federal e a expansão do SINAPAD. Já no terreno 2, com cerca de 19 mil m², situado ao lado do palácio Quitandinha, serão construídos os módulos tecnológicos – que também abrigará um Museu da Ciência e Tecnologia.

 

Por Donato de Almeida

 

Leave a Reply