Noticias

Faperj investe R$ 2,5 milhões em tecnologia da informação

By 15 de agosto de 2012 No Comments

Financiar projetos inovadores voltados para o desenvolvimento da tecnologia da informação, de modo a contribuir para o crescimento econômico e social fluminense. Com esse objetivo, a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) está investindo R$ 2,5 milhões no lançamento da terceira edição do edital Apoio ao Desenvolvimento da Tecnologia da Informação no Estado do Rio de Janeiro – 2012. Lançado na quinta-feira (5/7), o edital é dirigido a empresas brasileiras sediadas no Estado do Rio de Janeiro, sociedades cooperativas, inventores independentes e empreendedores individuais.

As propostas submetidas devem buscar desenvolver soluções novas e criativas; evidenciar relevância imediata para a sociedade; apresentar potencial para impacto econômico; ou realizar teste-piloto ou produção de protótipo, abordando um dos vários temas definidos do programa, como apoio a processos de inclusão digital de comunidades, rurais ou urbanas menos favorecidas; implementação, ampliação e manutenção das redes públicas gratuitas de acesso à internet; desenvolvimento de aplicações (programas) relevantes para plataformas públicas; desenvolvimento de equipamentos de baixo custo para redes, computadores e periféricos; desenvolvimento de tecnologias para garantir a segurança, disponibilidade, integridade, confidencialidade e autenticidade no armazenamento e transmissão de informação em ambientes públicos ou pouco confiáveis; aplicações da tecnologia da informação à área médica (diagnóstico e terapêutica); e convergência digital.

Os R$ 2,5 milhões disponibilizados pelo edital poderão financiar despesas de capital, como a aquisição de material permanente e equipamentos, e despesas de custeio, entre as quais se enumeram materiais de consumo; reformas e adaptações de infraestrutura e instalações; serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas) com caráter eventual para a manutenção de equipamentos e material permanente, para a realização de reparos e adaptações de bens imóveis, e para a contratação de licenças de softwares (até o máximo de 30% do montante solicitado em despesas de custeio); diárias e passagens, até o limite de 10% do montante solicitado em despesas de custeio (desde que compreendam despesas necessárias para o desenvolvimento do projeto); despesas de importação (até o limite máximo de 18% do valor do bem importado). Os recursos solicitados para cada projeto não poderão ultrapassar R$ 250 mil e serão pagos, no caso de proposta contemplada, em duas parcelas.

O prazo para submissão de propostas é até 30 de agosto. A divulgação dos resultados preliminares deverá ocorrer a partir de 10 de outubro. A novidade deste edital refere-se à entrega da documentação impressa: apenas os proponentes das propostas pré-qualificadas deverão entregá-la, até o dia 1º de novembro. Os resultados devem ser divulgados a partir de 14 de novembro.

Leave a Reply