Noticias

Escola estadual terá ensino profissionalizante no contraturno

By 1 de julho de 2019 No Comments

Colégio Estadual Princesa Isabel, no Quitandinha, será um dos primeiros a receber projeto

Philippe Fernandes

Uma parceria entre as secretarias estaduais de Educação e Ciência e Tecnologia irá levar o ensino técnico, tecnológico e profissionalizante para escolas da rede estadual no contra-turno, onde não há atividades atualmente. Uma das primeiras unidades a receber a iniciativa é o Colégio Estadual Princesa Isabel, no Quitandinha: a escola, que fica a poucos metros do Parque Tecnológico da Região Serrana (Serratec), terá atividades extracurriculares promovidas pela Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) com foco na tecnologia da informação.

A notícia foi repassada pelo assessor especial do governador Wilson Witzel, Bernardo Santoro, em entrevista ao Diário nesta semana. Santoro destacou que o governo estadual está apoiando a formalização das empresas de tecnologia na região, e esta é uma forma de ajudar o setor a crescer, uma vez que o setor apresenta crescente demanda por mão de obra.

– A forma mais rápida de conseguir apoiar a revitalização do polo tecnológico é através deste programa piloto, que une as duas secretarias. Nas escolas estaduais com contra-turno vago, esse período será utilizado pela Faetec para os cursos tecnológicos, técnicos e profissionalizantes. E o Colégio Estadual Princesa Isabel foi incluído como pioneiro, com execução já prevista para o mês que vem – disse Santoro.

Outra iniciativa que o governo do Estado pretende implementar no município para apoiar o setor tecnológico é a instalação de uma unidade da Faetec no Quitandinha, também com foco em TI. Dentro do quadro de unidades técnicas e profissionalizantes, a unidade se somaria ao Centro de Vocação Tecnológica (CVT) que funciona no antigo prédio da Faculdade de Medicina, em Cascatinha.

– Nossa ideia é, no futuro, ter uma Faetec ampla, voltada para o ensino tecnológico. A nossa ideia é que ela seja voltada para o Serratec; para a Faeterj, que será transformada em universidade tecnológica; e o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC). O governador já aprovou o plano conceitual e o plano de design já foi feito pela Secretaria de Infraestrutura. Vamos trabalhar nisso, inclusive já começamos a procurar localidades para a instalação – destacou o assessor.

Projetos do governo para Petrópolis

Durante a entrevista ao Diário, Bernardo Santoro – que virou uma espécie de porta-voz do governo estadual com a cidade – destacou que a atual gestão está fazendo um trabalho “doloroso”, mas segundo ele bem-sucedido, de arrumar a casa em uma Unidade da Federação que praticamente faliu, uma vez que no próprio Orçamento aprovado pela Assembleia Legislativa para este ano, há déficit de R$ 8 milhões.

– Há um esforço muito grande para o corte de despesas somado ao aumento de arrecadação sem majorar impostos, melhorando a fiscalização e o combate à sonegação e à inadimplência. A nossa ideia é fazer um esforço para conseguir meios de reduzir a carga tributária e expandir a base de cálculo. Tenho a certeza que vamos virar o jogo. Quando assumimos, o problema mais grave era o pagamento dos servidores, que ocorria no dia 20 desde o governo Pezão, e reduzimos paulatinamente o prazo, chegando mais perto do que a lei determina. No mês passado, nós conseguimos pagar no dia 10, dentro de um esforço de equilíbrio fiscal – disse.

Com a situação saindo do atoleiro, o governo estadual planeja algumas iniciativas para Petrópolis. No campo da saúde, Santoro destacou que os repasses mensais referentes à parte do Estado no financiamento das Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), que deixaram de ser pagos desde 2015, estão em processo de regularização. Segundo ele, não há, no entanto, uma previsão para o pagamento dos débitos anteriores, uma vez que ainda não há condição de arcar com as despesas em todos os municípios.

Santoro anunciou também algumas ações pontuais, como a vinda do Rio Imagem Móvel, que realiza mutirões de exames; e uma parceria com a Fundação Leão XIII para a realização de exames oftalmológicos no município.

Estradas estaduais

Outra situação que afeta a vida de cidadãos petropolitanos e que depende de ação do Governo é com relação às condições de algumas estradas de responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Uma delas é a Estrada União e Indústria, no trecho entre Pedro do Rio e Posse. Neste caso, já foi feito o planejamento para a continuidade do recapeamento e a alocação de recursos, assim como em um trecho da Estrada Philúvio Cerqueira, que liga Petrópolis a Teresópolis.

Segurança

Durante a entrevista ao Diário, Santoro reafirmou declaração feita pelo governador Wilson Witzel durante visita à Bauernfest, e destacou que Petrópolis será uma das cidades beneficiadas com o aumento do efetivo da Polícia Militar. De acordo com ele, este foi um compromisso assumido pelo governador.

Além disso, o assessor de Witzel pretende trazer outro projeto que já é realizado com sucesso na capital: o Sociedade Segura, antigo Segurança Presente, principalmente em locais com maior movimento à noite, como a Praça da Liberdade, Rua Treze de Maio e alguns pontos de Itaipava.

– Vou colocar este assunto em pauta, abrindo a possibilidade de trazer o Segurança Presente principalmente nos locais onde houve a necessidade do fechamento de bares e restaurantes – destacou.

Leave a Reply