Noticias

Escola de Engenharia de Petrópolis (PEP), a unidade acadêmica da UFF, ganha nota máxima no Enade

By 26 de outubro de 2020 No Comments
[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″ shape_divider_position=”bottom”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ column_shadow=”none” column_border_radius=”none” width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default” column_border_width=”none” column_border_style=”solid”][vc_column_text][/vc_column_text]
[vc_column_text][/vc_column_text][vc_column_text]O Curso de Engenharia de Produção da UFF Petrópolis, composto por 18 alunos, ganhou nota máxima na avaliação do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). A informação foi divulgada na última terça-feira (20). O exame foi realizado pelos alunos do último ano das faculdades para medir a qualidade dos cursos de graduação, tanto na rede pública como privada do Estado. Ele integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).[/vc_column_text][vc_column_text]O Enade tem uma importância fundamental para a avaliação do curso universitário. Por meio do exame, o Ministério da Educação e Cultura promove a melhoria do ensino no país. Para o estudante o exame é a oportunidade de demonstrar que adquiriu as qualidades profissionais necessárias ao bom exercício da profissão. Quando a instituição de ensino recebe uma boa nota, os alunos são indiretamente beneficiados; mas se a instituição é classificada negativamente o reflexo também é negativo.[/vc_column_text][vc_column_text]“O resultado da UFF Petrópolis demostra a excelência do que vem sendo feito, uma vez que o curso obteve a nota 5, o máximo que poderia ser alcançado. Nosso curso está no grupo dos oito melhores cursos de Engenharia de Produção do estado do Rio de Janeiro, junto dos cursos da UFRJ e da UFF de Niteroi”, disse satisfeito o diretor da Escola de Engenharia de Petrópolis da Universidade Federal Fluminense, Anibal Alberto Vilcapoma Ignacio.[/vc_column_text][vc_column_text]Atualmente, a Escola de Engenharia de Petrópolis (PEP) é a unidade acadêmica da UFF responsável pelo desenvolvimento e aperfeiçoamento do ensino de graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão em engenharia da UFF, na região serrana do Rio de Janeiro. A escola conta com um curso de Engenharia de Produção sobre a coordenação do Prof. Moacyr Amaral Dominguez Figueredo e tem, na chefia do departamento, a Prof. Carmen Lucia Campos Guizze.[/vc_column_text][vc_column_text]“O Projeto pedagógico que adotamos tem como base uma metodologia ativa de aprendizado, o PBL (Project Basic Learning), baseado em projetos que estabelecem a promoção da autonomia, na qual o aluno é o centro do processo e tem como prática educadora aprender a aprender. Devido a esta metodologia, os alunos desde cedo tem contato com problemas reais das empresas e são desafiados a propor alternativas de solução, tendo como base os conteúdos das disciplinas de conhecimento específico”, explicou Anibal.[/vc_column_text][vc_column_text]Alunos[/vc_column_text][vc_column_text]Para os alunos a conquista teve uma importância ainda maior. Além da sensação de dever cumprido, veio também à satisfação e orgulho por estarem representando tão bem o curso e a universidade. A boa avaliação foi recebida também com muita emoção, como no caso do aluno Rodrigo Gustavo Rodrigues, natural de Mogi-Guaçu, São Paulo.[/vc_column_text][vc_column_text]Estudante de escola pública sempre sonhou em ser engenheiro e se formar por uma universidade federal. “Há cinco anos eu começava um sonho e hoje sou grato a Deus, meus familiares, amigos e todos os envolvidos que fizeram parte dessa história, a UFF, professores e funcionários, e ao município e empresas que abriram suas portas para a realização do Aprendizado Baseado em Projetos. Pois, foi através de um PBL que eu consegui a oportunidade de estágio na T2M – Test to Market, empresa excelente onde hoje me encontro efetivado”, disse contente.[/vc_column_text][vc_column_text]Stephany Rie Yamamoto Gushiken também ficou feliz com o resultado do Enade e elogiou a universidade. “A ementa de todas as disciplinas na UFF é muito completa, então a preparação para a prova acabou sendo natural. Mas avaliação foi uma ótima oportunidade para consolidarmos ainda mais todo o conhecimento adquirido durante a faculdade. Sou petropolitana e posso dizer que ter uma universidade federal de excelência na cidade facilitou muito, pois não precisei me preocupar com aluguel e transporte para outro município ou até mesmo outro estado. E graças a todo ensino que recebemos na UFFfui efetivada na atual empresa em que trabalho, dois períodos antes de me formar”, contou satisfeita.[/vc_column_text][vc_column_text]Saiba mais[/vc_column_text][vc_column_text]O curso teve início em 2015 após um convênio entre a universidade e o município. A parceria foi renovada em 2019 e segue até 2023. O intuito da operacionalização e manutenção de um curso como esse, tem como principal objetivo atender ao desenvolvimento econômico e social o município e adjacências.[/vc_column_text][vc_column_text]“Ter um curso de qualidade e com o conceito máximo no Enade, certamente, vem a contribuir para o desenvolvimento econômico e social de Petrópolis. O curso é referência na formação de mão de obra qualificada e especializada”, salienta Anibal.[/vc_column_text][vc_column_text]Fonte: Diário de Petrópolis.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Leave a Reply