Noticias

Edital FAPERJ Nº 37/2014 – Programa “Apoio a Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica no Estado do Rio de Janeiro – 2014”

By 30 de julho de 2014 No Comments

Destinado a apoiar a melhoria da infraestrutura física e administrativa de incubadoras de empresas e de empresas-júnior de base tecnológica em operação no estado, prioritariamente sediadas em instituições de C&T, o edital Apoio a incubadoras de empresas de base tecnológica se volta a uma série de objetivos, como o aprimoramento dos serviços prestados às empresas; a ampliação da capacidade de operação, incluindo expansão de instalações; o aumento do número de empresas atendidas; a ampliação dos impactos da incubadora sobre a comunidade em que está inserida; e o incremento do conteúdo de inovação tecnológica das empresas atendidas.
 

Podem submeter projetos profissionais vinculados a incubadoras de base tecnológica ou a empresas-júnior, sediadas ou não em instituições de ciência e tecnologia (ICTs) em operação no estado, com a anuência do dirigente máximo da instituição em que estão sediadas. Em cada uma das propostas deverá também ser indicado um corresponsável.
 
Para solicitar uma parte do total de recursos do programa – da ordem de R$ 3 milhões, a serem pagos em duas parcelas – cada proposta poderá solicitar até um máximo de R$ 300 mil. Esses recursos financiarão despesas de capital, como a aquisição de materiais permanentes e equipamentos; e obras de infraestrutura e instalações; e despesas de custeio, caso em que se enquadram serviços de terceiros (pessoa física ou jurídica), com caráter eventual para a manutenção de equipamentos e para a realização de reparos e adaptações de bens imóveis (até o limite de 25% do montante solicitado, dentro dos itens de custeio); diárias e passagens, até o limite de 5% do montante solicitado em despesas de custeio (não serão permitidas diárias e passagens para participação em reuniões científicas/tecnológicas); material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; despesas de importação (até o limite máximo de 18% do valor do bem importado).
 

Uma Comissão Especial de Julgamento, designada pela diretoria da FAPERJ, será responsável pela avaliação dos projetos, tendo em vista, entre outros critérios, sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, estratégico, econômico, ambiental e social fluminense. Os responsáveis por projetos aprovados poderão solicitar ainda até uma bolsa de iniciação tecnológica (IT), para graduandos das ICTs em que as incubadoras estão situadas, com duração máxima de 12 meses e possibilidade de renovação por igual período); até duas bolsas de inovação tecnológica (INT), cujo nível variará de acordo com a formação do bolsista, com duração máxima de 12 meses e possibilidade de uma renovação por igual período.
 
Ao final do desenvolvimento do projeto, equipamentos e bens permanentes adquiridos com recursos do edital deverão ser patrimoniados na ICT em que a incubadora se localiza; ou, se for o caso, permanecer na incubadora, em regime de comodato, pelo período de cinco anos, desde que com a concordância da ICT e da FAPERJ.
 
Com prazo para inscrição de projetos até 18 de setembro, a divulgação dos resultados está prevista para ser realizada a partir de 16 de outubro.

 
Edital na integra em http://www.faperj.br/interna.phtml?obj_id=10246

Leave a Reply