Noticias

Ampliação de serviços na Celma abre 300 novas vagas de trabalho

By 3 de novembro de 2014 No Comments

 

 

 

A GECelma, uma das principais unidades de reparo e manutenção de motores aeronáuticos no mundo, inaugurou ontem o serviço destinado à revisão do GEnx – o mais avançado motor em operação já produzido pela companhia e a ampliação da linha de montagem do motor CF-34, que equipa jatos da Embraer. Coma expansão, a empresa deve abrir 300 novos postos de trabalho na cidade,voltados principalmente para mecânicos aeronáuticos. Atualmente, a empresa emprega cerca de 1.200 funcionários no município. E, ao todo, possui quase 9 mil empregados.
 
A ampliação faz parte de um plano de investimentos de US$ 100 milhões nas duas unidades da GE Celma que estão localizadas na cidade, para os próximos cinco anos.Com isso, a empresa pretende também ampliar a capacidade anual de revisão para 500 motores de grande porte até 2020. Antes disso, ela pretende inaugurar no município um banco de testes para as turbinas.
 
Durante a solenidade, que aconteceu ontem na unidade da empresa, que fica na rua Duarte da Silveira, no Bingen, Julio Talon, presidente da GE Celma, disse que o motor GEnx representa o futuro da empresa. “Ele é de altíssima geração, tecnologia avançada e deve ficar no mercado por mais de 40 anos, gerando emprego e desenvolvimento”, disse. Ele revelou também que, a partir de janeiro de 2015, a empresa começa a trabalhar na montagem de motores similares ao CF-34 para exportar para a China.
Para o vice-presidente do Sistema Firjan, Carlos Bittencourt, a ampliação da GE Celma mostra um trabalho conjunto para o crescimento do Rio de Janeiro e, principalmente, da Região Serrana. Ele destacou a parceria que o Senai tem com a empresa há 25 anos afim de formar mão de obra qualificada. “Desejamos que venham mais projetos e pessoas para que possam fazer parte dessa bela história”, destacou.
 
O prefeito da cidade Rubens Bomtempo lembrou que a GE Celma deu muitos passos importantes para se transformar em uma empresa de orgulho para os petropolitanos. “Ela abre espaço e dá oportunidades para quem mora na cidade. Estamos de braços abertos no que a empresa precisar para que possamos crescer juntos”, disse.
 
Para conhecer o funcionamento do GEnx, uma equipe de engenheiros e mecânicos da GE Celma recebeu treinamento nas oficinas de revisão da GE Aviation,nos Estados Unidos e na Escócia.Ao todo,25 profissionais de várias áreas estão dedicadas à nova linha de reparo na cidade. A oficina da GE Celma tem capacidade inicial para revisar até 70 motores GEnx, que equipam aeronaves Boeing dos modelos 787 Dreamliner e 747. Até 2020, a expectativa é de que esse número chegue a 200 unidades revisadas por ano. Coma entrada na linha de revisão, a empresa se tornou a segunda oficina da GE Aviation habilitada a efetuar manutenções do modelo. Antes disso, o serviço era feito apenas na Escócia. A empresa tem, ao todo, cerca de 12 clientes, sendo que, apenas 5% correspondem ao mercado nacional. Uma das clientes é a Companhia Azul, onde 100% da frota é revisada pela GE. Julio também citou a FedEx e a Southwest.
 
Depois de crise em 2001, setor da aviação está reaquecido
 
Julio Talon relembrou que, depois do ataque de 11 de setembro às Torres Gêmeas, nos Estados Unidos, o setor de aviação passou por uma crise. “Na época, a GE Celma tinha duas unidades: uma no Rio de Janeiro e outra em Petrópolis. Tivemos que fechar uma delas e 1.300 pessoas foram demitidas, de um total de 1.800 que estavam empregadas”, comentou.
 
Segundo ele, a empresa teve que se reinventar. “Reduzimos a força de trabalho, focamos em produtos da GE que eram lucrativos e o bom desempenho da empresa foi fundamental. Também contamos com a ajuda do governo municipal, por meio de incentivos fiscais, e com a confiabilidade dos clientes”, disse.

Leave a Reply